Casar em Londres ♥

antigo (planejando-sonhos)

pneumonia de você.

declarator:

Comecei a fumar. Traguei todas as nossas lembranças, começando por aquele dia em que nada fizemos, mas que era amor. Depois traguei saudade, e traguei os seus lindos olhos, o seu cabelo negro como o meu café amargo que faço questão de tomar toda manhã. Traguei também aquele filme que assistimos, aqueles beijos que demos e a transa nas escuras. Traguei você pois o cigarro faz mal a saúde. Hoje meu pulmão está poluído de você. 


“Palavras ditas da boca pra fora,
Sentimentos guardados da boca pra dentro.”
Marcello Henrique. (via sou-inseguro)

“Se fosse pra eu dar um conselho pra todo mundo hoje seria: demonstrem o amor de vocês. Não percam nenhuma oportunidade de ficar perto de quem vocês amam. Não deixem distância nenhuma se tornar obstáculo. Hoje eu sei que a gente realmente não sabe o que o amanhã nos reserva, e a única coisa que a gente pode fazer é aproveitar tudo e todos como se hoje fosse o seu último dia.”
Caio Fernando Abreu.  (via espe-rar)

“A moça levanta e segue em frente. Não por ser forte, e sim pelo contrário: por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo.”
Dom Casmurro.  (via c-liches)

“Porque mesmo quando todos forem embora, ainda assim eu ficarei ao seu lado. Mesmo que todos te virem as costas, eu estarei em frente a você, te olhando e sorrindo. Te mostrando que a vida ainda tem sentido. Estarei ali. Sempre. Te querendo, te cuidando, te amando.”
Marcello Henrique.    (via sou-inseguro)

“Se quiser ir, que vá. Só não me venha com essa conversa decorada me dizendo que qualquer dia a gente vai se encontrar em uma dessas curvas da vida, até porque, eu jamais irei te visitar na esquina do arrependimento. E se eu for, irei muito bem acompanhado.”
Sean Wilhelm. (via velejo)

“Esse texto não é sobre como você é, ou sobre como eu sou, é sobre como nós somos quando estamos juntos. Não é sobre as coisas que fazemos separados, é por cada coisa que fazemos para ficarmos juntos. Não é sobre nossos beijos e carícias, sobre as histórias, as risadas e toda aquela melosidade de sempre, não é sobre a saudade, é por todas as vezes que você vem, por todas as vezes que nos tornamos melhores um pelo e para o outro. Não é pelas vezes que fugimos para nos amarmos as escondias, como se fossemos amantes; É sobre as vezes que nos amamos e todo o mundo pode ver. Não é sobre as discussões e bate-bocas, é sobre nossas bocas coladas, nossas brigas terminadas na cama. Não é sobre seu sorriso maravilhoso, é sobre a paz que ele me passa. Esse texto, não é sobre amar por completo alguém, mas sim sobre se tornar alguém completo por ter a quem amar.”
logan and summer. (via querido—john)

“Não é necessário um “eu te amo” para você saber que a pessoa te ama, o amor está nas atitudes e não nas palavras.”
Autor desconhecido.   (via involuntus)

“Cometi o pior erro que alguém um dia poderia cometer. Aquele erro de se entregar demais em algo que, estava na cara, de que não daria certo. É que nem fazer 9999999x0, você sabe que vai dar zero mas continua insistindo. E foi assim com nós dois. Foi intenso porém sem resultado algum.”
De todas as confusões, você foi a pior e a mais bonitinha também.   (via caligrafadas)

“Eu tento esquecer. Tento de todas as maneiras fazer com que não caia nenhuma lágrima, que eu não precise sentir mais nada, que nada me deixe repensar em motivos pra te pedir uma volta. Seria fácil se eu não houvesse me apaixonado pela sua expressão de raiva, pelo seu jeito de pedir desculpas de uma maneira simples mas direta, pelas suas palavras que se referiam a mim de uma maneira única e sincera, ou pelo simples fato de ser você, apenas você, que consegue me deixar forte e ao mesmo tempo fraco com suas palavras contraditórias, difíceis palavras, que são entendidas pela sua maneira fácil de soltá-las. Eu tento, tento de todas as formas, mas o amor não vai sair voando assim, como se estivesse preso a uma gaiola trancada. Pelo contrário, a gaiola está aberta, deixando tudo e todos livres. Saiu todo mundo, menos você, que não sei ao certo se chegou a entrar.”
Rafael Lemos.  (via a-guardian)

THEME